Força na peruca!

>> quarta-feira, 30 de dezembro de 2009




Quanto tempo, hein? Cheguei de viagem no dia 18, mas não consegui passar por aqui para postar as novidades. Também estava esperando o dia de ontem, para poder contar mais sobre o casamento, já que tivemos alguns compromissos casamentícios. Quem quiser saber sobre a viagem, especificamente, passa lá no Mini Weddings ok?

Sobre o casamento, domingo foi um dia triste e estressante. Estava mal, deprimida, mal mesmo, achando que nada vai dar certo, desesperada porque faltam apenas 9 meses e ainda não tenho nem 30% de tudo pago. Sim, verdade! E o noivo fica falando "calma, no final dá tudo certo, a gente vai conseguir" Isso me estressa, viu? Só às vezes queria que ele fosse um pouquinho mais dramático, como eu, porque de vez em quando sinto que estou surtando sozinha, e isso me assusta! Mas aí, eu choro mais um pouquinho, o noivo me abraça, repete no meu ouvido que vai dar tudo certo, e eu acabo acreditando nele. E quando ele me lembrou que todo esse desespero pode ser culpa da minha TPM fiquei bem mais aliviada... rs Porque eu realmente acredito que o mundo vai acabar quando estou com TPM!!!

Em compensação, ontem foi o dia MAIS FELIZ desde que comecei a empreitada de organizar sozinha meu próprio casamento - porque devo confessar que organizar festas alheias é muito mais fácil do que organizar a sua própria. A gente sempre sabe o que é melhor para os outros, mas pra gente, é terrível!
Enfim, ontem foi o dia mais feliz de todos! O noivo está passando as férias dele aqui comigo. Ontem acordamos às 08h, tivemos uma reunião na Casa das 10h às 13h (!!!), almoçamos com a Aline e o Fabiano, às 14h tivemos uma degustação do bolo de casamento, com a Maria Luiza e às 16h fizemos uma degustação dos doces da Louzieh. Foi um dia inteirinho sobre o casamento, e o noivo esteve presente o tempo todo!!! Adorei a participação dele! Não reclamou de nada, me ajudou a escolher os doces, provou o bolo, deu opinião, palpites, foi o máximo! Ontem, definitivamente, ele foi um bom menino. Fiquei ainda mais apaixonada...

Às 19h30 fui encontrar as noivas de Santa pela segunda vez esse ano. Foi nossa festinha de revéillon antecipada, e como sempre foi muuuuito bom!

Depois volto para contar em detalhes as degustações e fazer minhas observações sobre algumas coisas, tá? Porque no Mini Weddings, não, mas aqui eu posso falar tudo, tudo, tudo! hehehe

Feliz Ano Novo para todas vocês, e que no ano que vem, tudo seja muito azul!
Pra quem também vai casar em 2010, tenha certeza que esse será o nosso ano, e seremos muito, mas muito felizes! Como diz o noivo, no final tudo da certo.


Bjs

Read more...

Europa e Make up & Hair

>> sexta-feira, 27 de novembro de 2009


Brides-to-be do meu coração,

Esta é provavelmente a última vez que escrevo aqui até o dia 18 de dezembro. Embarco para Londres no dia 1º, e na semana seguinte, para Milão. Todo mundo merece férias, não é? Mas, não pensem que a árdua tarefa de ser uma nubente será deixada de lado por estar na Europa. Quero dizer, principalmente por estar na Europa! Vou aproveitar a viagem para trazer meus red labels (acho que já falei isso umas trocentas vezes aqui...rs), procurar o voilete e, quem sabe, meu vestido de noiva? Porque, sinceramente, me preocupa muito o fato de não estar preocupada com o meu vestido!

Mas, enfim, o que quero dizer aqui não é nada disso! Quero dizer o seguinte: vou mesmo parecer uma capa da Vogue no meu casório! Fechei hoje o make up & hair com o Luis Armando Ayres! Resolvi encarar e pagar o preço. Afinal de contas, eu sou a noiva! Mereço esse pequeno mimo, concordam?

Beijos, e até a volta!!
Vou morrer de saudades d'ocês!!

Foto: Patricia Figueira (noiva Kenia)
Make up & Hair da foto: Luis Armando Ayres


Read more...

E as coreografias?

>> quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Quero fazer uma pergunta. E quero que me respondam com sinceridade, hein!
O que vocês acham das coreografias na primeira dança do casal? Porque, eu penso assim, tem músicas que precisam ser ensaiadas, não é? Principalmente se o noivo for como o meu...rs
Mas, e as coreografias, o que vocês acham delas, hein? Porque, às vezes vejo algumas coisas interessantes, simples, tudo bem... Mas, às vezes, vejo cada coisa tão cafona que sinto vergonha alheia!

Estou curiosa pra saber a opinião de vocês sobre esse assunto. O que vocês acham?

Read more...

Chocolates e Fotografia, ambos ok!

>> terça-feira, 17 de novembro de 2009


Semana passada fui degustar os chocolates da Manu, da Le Chocolat! E bem que a Aline me avisou que eu iria adorar tanto as guloseimas, quanto a própria Manu!!! Um doce de pessoa, uma pele que me deu uma invejinha branca...
O mais bacana, na minha opinião, é a maneira como ela apresenta os chocolates. Coloca uma bandeja na sua frente CHEIA deles e apresenta cada um como se fossem jóias! Me ajudou a definir o estilo dos chocolates de acordo com os meus convidados, o tipo de recepção, fez uma seleção do que combina melhor entre si e entre todas as outras coisas que quero oferecer na festa, uma fofa. Ainda me deu uma listinha (que veio bem a calhar) com a porcentagem de tipos de doces que preciso introduzir na minha mesa, separado por frutas, castanhas, leite condensado, etc. Foi quase uma aula de como montar uma mesa de guloseimas perfeita!

Cheguei à conclusão que sou uma noiva um pouco estranha. Não tenho a menor paciência de ficar visitando vários fornecedores do mesmo produto e testando tudo. Me dá preguiça só de pensar. Vou atrás das referências e de boas indicações, se gostar do primeiro que provar e couber no meu bolso fecho logo, e não se fala mais nisso. Tem coisas com as quais eu simplesmente não quero esquentar a cabeça, sabe? Fechei tudo com a Le Chocolat e fiquei feliz com a escolha.


Hoje, fui visitar a terra do nunca chega. Povo de Nikiti City, não fique bravo comigo, eu gosto muito da cidade. Mas, vamos combinar que do Leblon até Icaraí é uma viagem boa, hein?! Fui visitar aquela outra fotógrafa que tinha comentado, lembram? Pois, então, cheguei a outra conclusão: grande parte dos bons fotógrafos do Estado do Rio de Janeiro estão em Niterói! Porque será, hein?

Quando visitei a Carolina Cattan contei aqui que achei o trabalho dela maravilhoso, com uma luz incrível, um foco diferente, tudo de bom mesmo. Mas, também comentei que não senti aquela coisa que toda noiva fala que tem que sentir, tipo, tem que ser ela! Não senti mesmo e fiquei até triste, porque queria muito fechar com ela. Mas, sexto sentido de mulher é um negócio, né? Acho que de noiva é ainda mais apurado. Esperei, esperei e, por acaso, encontrei a Aline Machado. Adorei conhecê-la pessoalmente! As fotos são tão lindas quanto as da Carol e os álbuns, idem. E, sabe aquela coisinha básica chamada empatia? Foi a melhor possível! Saí de lá com o tal sentimento de tem que ser ela que eu tanto procurava!
Viu só como tem coisas que não dá pra correr por causa de data? Eu acho que não adianta fechar com a "melhor" fotógrafa, a que faz todos os casamentos de todos os blogs, a mais cara, a mais badalada, se não tiver uma química entre as duas. Ela pode ter um trabalho lindo e ser fantástica pra todo mundo, mas se não for fantástica pra mim, so sorry. Na hora já avisei à Aline: olha, é você e está decidido! Pode mandar o contrato que eu assino!

Simples assim... :)

Ah, antes que eu me esqueça, o comércio de Icaraí é boooom, muito booooooom! Adorei também... rs


Imagem 1: Arquivo Pessoal
Imagem 2: Aline Machado

Read more...

Miscelânia

>> sexta-feira, 6 de novembro de 2009

1. Todo mundo parece ter gostado do post anterior, né? Menos o noivo! Ele disse que a maneira como eu escrevi parece que ele ficou correndo atrás de mim. Mas, essa é a mais pura verdade...hahahaha. Só tem um pequeno detalhe que eu deixei de fora, mas que para ele faz toda diferença: depois de algum tempo enrolando o rapaz, ele meio que "terminou" comigo. Disse que desistia, que eu era muito difícil. Aí, eu fiquei brava. Como é que o cara termina comigo, ainda por cima pelo Orkut, sem nunca termos tido nada? Foi quando aceitei sair com ele, só de sacanagem!
Ficou feliz agora, benhê?

2. Lembra do apartamento que eu queria em SP? Na última hora a proprietária fez uma exigência absurda e a gente teve que desistir. Uma pena. Mas, não vou ficar arrasada por isso. Tem mais um apartamento vago no mesmo prédio e a gente vai ver se consegue esse. Mas, meus planos para mudar até o dia 15 foram por água abaixo. No fim do mês minha mãe faz 50 anos e um dos meus padrinhos que mora em Londres vem pra a festa, então vou ficar por aqui mesmo. E como transferi minha viagem para Londres (que seria agora em novembro) para dezembro, vai ser meio enrolado me mudar antes do ano que vem. Vou aproveitar para fazer as coisas com bastante calma e dar uma esticadinha até Milão para encontrar a Manu!

3. A flor que eu vou usar na almofada das alianças chegou! Meu amigo me mandou essa foto dela. É exatamente como estava no site, a coisa mais linda! Fiquei muito feliz. Como os passarinhos do topo do bolo são de outro fornecedor, não chegou junto. Mas, quando chegar, aviso. E quando voltar da Europa, espero trazer os dois!



4. Na volta da viagem vou aproveitar para comprar os uísques no free shop. Preciso de 15 garrafas. Quando meu amigo chegar para o aniversário da minha mãe traz alguns, e quando eu voltar, trago o restante.

5. Na próxima quarta-feira vou visitar a Le Chocolat para fazer a degustação deles. A Aline me falou tão bem de lá que resolvi me antecipar nesse quesito, ao invés de deixar para o ano que vem, como havia planejado. Sinceramente, acho que sou uma noiva atípica. Não tenho paciência para ficar testando um monte de fornecedores, sabe? Se alguém me diz que é bom eu vou lá ver de perto e se gostar fecho de uma vez.

6. Já acertei tudo com o Delícias de Campos e vamos fechar o contrato assim que eu voltar de viagem! Apesar da passadinha de perna que tentaram me dar - uma longa história - a Ana Paula foi uma pessoa muitíssimo legal e me esperou. É uma fornecedora que eu super recomendo. Tanto porque a comida é muito boa e a apresentação é divina, quanto porque é uma pessoa muito bacana, digna de confiança.

7. Até o fim do ano vamos fechar também a fotografia e acertar tudo com o DJ Cyro.


Por hora, é isso.
Bjs!


Read more...

05 de novembro de 2005

>> quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Há exatos 4 anos eu estava em casa arrasada, sem a menor disposição de deixar minha cama para ir a qualquer lugar. Mas, minha irmã, que sabe ser muito persuasiva quando quer, me convenceu a deixar meu lençol para ir ao aniversário de uma amiga. E eu, que até nos meus melhores dias já detesto um bate-estaca, ainda mais naquela boate específica, estava bem desanimada. Mas, como é impossível dizer não à minha irmã, acabei indo.

Muito a contragosto coloquei minha pior roupa, quase nada de maquiagem, tirei meu pior humor da caixinha, vesti meus óculos de grau e fui. E naquela noite, observei um cara meio que me perseguindo a noite toda! Como nunca na minha vida fiquei com ninguém em boate, não dei a menor bola. Mais tarde, quando o DJ já estava naquela fase do funk que eu detesto (!!!), o cara se aproximou com um amigo, bateu um papinho sem a menor inspiração e pediu meu número de telefone. Era só o que me faltava, pensei, um paulista me cantando com um verdadeiro baile funk de fundo! Queria trocar telefones e eu neguei várias vezes. Disse que a gente deveria pular essa parte e economizar tempo, já que nem ele, nem eu, ligaríamos no dia seguinte mesmo. Mas ele era tão insistente que eu não peguei o número dele, mas acabei dando o meu. E ao contrário do que fazia há anos, dei o número certo, não sei porque.

E não é que o pentelho ligou no dia seguinte, quando eu ainda estava dormindo? Anotei o número dele numa embalagem de pilha e sem perceber joguei fora. Enrolei o coitado por quase um mês antes de aceitar me encontrar com ele, e o danado do menino não desistiu! E quando, finalmente, decidi dar uma chance ao pobre do rapaz, ele me levou para o programa de fim de ano que eu mais detesto no Rio de Janeiro: ver a árvore da Lagoa! Mas, por alguma razão desconhecida eu acabei ficando com ele naquela noite. Alguns dias depois fiquei de novo, e de novo, de novo, de novo...

Algum tempo depois ele disse que quando estava do lado de fora da boate, dava pra ver tudo lá dentro porque a fachada é de vidro. Eu já estava no interior, então ele apontou pra mim e comentou com o amigo dele, é aquela alí que eu quero.
Hoje faz 4 anos que nos conhecemos e eu ainda sou quem ele quer. :)


Obrigada por ser tão persistente, Rafa. Me venceu pelo cansaço... Te amo.



Read more...

As emoções do fim de semana - Parte II

>> terça-feira, 3 de novembro de 2009


Antes de falar sobre o convite dos padrinhos, preciso esclarecer as cores. No início do planejamento, decidimos que a decoração do casamento seria verde maçã e chocolate, lembram? Mas, depois que parei para escrever meu sonho de mini wedding perfeito para o Mini Weddings, cheguei à conclusão de que se o meu sonho seria um casamento colorido, porque então definir duas cores para o décor? Então, decidi fazer tudo exatamente como escrevi no post, pelo menos no quesito décor. Por isso, não estranhe as cores escolhidas para os convites, ok? Tudo será colorido!

Explicado isso, vamos falar sobre os convites. Outro momento emocionante do fim de semana. Passei meses planejando tudo. Fiz um vídeo que foi apresentado à eles, comprei os presentes, fiz as caixas para abrigá-los, os convites, envelopes, tags, montei tudo, tudinho. E foi uma delícia!

Para começar, apresentamos o vídeo:


Depois de assitir ao vídeo as meninas receberam os convites impressos, feitos de papéis de scrapbook e com as bonequinhas lindas que aprendi a fazer lá no Pepper Wedding. Mudei bastante o convite das meninas depois da última foto que coloquei aqui, mas as bonecas permneceram as mesmas. Junto com o convite, as madrinhas ganharam uma necessáire linda, feita por uma amiga minha, Ana Cláudia Monteiro com sobre de tecidos de decoração (minha cara, né?) e recheada de bombons de amarula.


Os envelopes feitos de papel Marrakech, amarrados com barbante coloridos,
e tags com o nome de cada padrinho


O convite aberto, com as bonecas ainda amarradas. A boneca correspondente
a cada madrinha fica na frente.


As bonecas abertas, com todas as madrinhas de mãos dadas. As roupas e
cores não são exatamente como elas devem estar no dia, mas já dá a idéia de
que cada uma deve escolher uma cor diferente.


O verso do convite, com um papel diferente da frente, presos por cantoneiras.
E as bonecas de costasm mostrando os cabelos.


As necessáires, feitas de tecidos de decoração por Ana Claudia Monteiro,
recheadas de bombons de licor de amarula e presas com tags.

Os meninos receberam o mesmo convite, de cores diferentes, só que sem os bonequinhos que eu tanto queria fazer, porque o noivo achou viadagem...rs. Com os convites, receberam uma caixa com um cantil de whisky (que o Rafa gosta de dizer que é para levar como refil para o noivo no dia do casamento..rs). Só que ao invés do whisky, colocamos Jurupinga dentro, porque nós somos um casal de boteco e o noivo adora isso!


Os convites dos padrinhos, seguindo a mesma linha, porém, sem as bonecas


As caixas de cantil, também feitas de papel Marrakech, só que mais grosso e
amarradas com barbante colorido e tags de agradecimento.


Foi emocionante reunir todo mundo e apresentar o vídeo com fotos deles quando crianças. Todos ficaram emocionados. E o noivo, não contem à ninguém, mas até chorou. Um fofo!
Tivemos um fim de semana lindo e cumprimos todas as nossas obrigações casamentícias, como havíamos planejado e todos ficaram muito empolgados.

Para quem ainda não sabe o que fazer para convidar os padrinhos, essa é uma boa dica. Melhor do que simplesmente falar de boca com a pessoa é fazer uma surpresa para que eles sintam que são realmente especiais para o casal. Vale muito à pena.


Read more...

As emoções do fim de semana - Parte I


Tenho bastante coisa legal para falar sobre esse fim de semana prolongado. Uma delas é sobre o casamento da Ana Elisa, que já falei aqui. Ainda tem o convite dos padrinhos e madrinhas da parte do noivo e o convite da nossa dama de honra. Vou começar pelo convite da dama, e depois, aos poucos falo do restante, tá?

A nossa escolhida para dama de honra era segredo até que ela fosse convidada oficialmente. Aproveitamos que toda a família estava reunida para o casamento do fim de semana e fizemos o convite. Presenteamos nossa escolhida com um lindo terço de pérolas, com uma medalha de ouro e madrepérola de Nossa Senhora. Junto com o presente, escrevemos uma carta-convite, que dizia o seguinte:

"Guaratinguetá, 1º de novembro de 2009.


Querida vó Tereza,


Desde sempre ouvimos falar do bem que a sua chegada fez à essa família. Uma mulher que não tinha nenhuma obrigação de cuidar, de dar carinho, educar e amparar filhos que não eram seus, e mesmo assim o fez com tanto amor e dedicação que, agora, ninguém conseguiria imaginar como teria sido crescer sem a sua presença.

Vendo como as mulheres e homens dessa família se transformaram em pessoas de bem e honradas, e com o seu exemplo criaram filhos tão dignos quanto eles próprios, temos a certeza de que a maior lição que podemos tirar de tudo isso é que o amor é o bem mais precioso que a vida nos oferece.

No ano que vem é o nosso casamento. A nossa vez de começar a nossa própria família. E com tantos exemplos maravilhosos que tiramos daqui, a única coisa que podemos supor é que a nossa união só poderá ser tão abençoada quando todas as outras que nasceram aqui.

Olhando as fotos de infância dessas pessoas, vemos o amor, a união e o carinho que todos tem uns pelos outros, exatamente como esperamos que os nossos filhos vejam nossas fotos no futuro, ao lado de todos os filhos que ainda estão por vir de outros netos seus.

Nem todas as pessoas que amamos poderão estar presentes nesse momento tão importante para nós. Nossos outros avós, por exemplo, que são as pessoas que mais gostaríamos que estivessem aqui para compartilhar esse momento conosco, já se foram. Gostaríamos muito que eles tomassem conta dos bancos da frente da nossa cerimônia e testemunhassem a união das pessoas que foram criadas a partir do exemplo que eles deram aos seus filhos. Infelizmente, isso não será possível, apesar de termos certeza de que dentro dos nossos corações eles estarão sempre presentes, todos os dias.

Por isso, no dia da nossa união resolvemos fazer uma homenagem à todos eles e à senhora. E não existe uma forma melhor para fazer isso do que pedir que estejas presente no nosso cortejo de casamento, como nossa convidada de honra e portadora das alianças. Pedimos isso em nome do respeito que temos pela sua história, em nome do amor que temos pela sua vida, e em nome de todos os nossos outros avós que já estiveram aqui ao nosso lado e que já se foram, mas que marcaram tanto as nossas vidas e deixaram conosco a certeza de que uma união feliz só é possível quando aprendemos a valorizar a coisa que temos de mais importante na vida: a nossa família.

Com muito amor,
Michele Navega e Rafael Cavalca"



Esse foi o dia mais emocionante para nós desde que começamos a planejar nosso casamento. Ter a avó Tereza (avó do Rafa, famosa aqui no blog) levando nossas alianças era o que mais queríamos desde o início. E a maneira como ela e todos os outros ficaram tão emocionados ao ler a carta, nos deu a certeza de que fizemos a escolha certa. Ela aceitou tão feliz e com tanto prazer, que fiquei realmente tocada. Ela disse que achava que a vida já tinha dado à ela tudo que era possível ganhar, mas que depois desse convite, percebeu que o mundo reserva ainda muito mais para a sua vida.



Como já dá para ter uma idéia pela carta, a avó Tereza é a segunda mulher do avô João, que criou o pai do Rafa e seus quatro irmãos, depois que sua mãe faleceu. O que escrevemos é exatamente o que todos gostariam de dizer à ela. Porém, com a correria da vida, todos acabam deixando para depois, outro dia, em outra oportunidade. Mas, desde que perdemos nossos avós de sangue, aprendemos que quando gostamos muito de alguém, quando essa pessoa é realmente importante para nós, temos que dizer sempre, todos os dias, porque não temos como saber o que vai acontecer amanhã.

Nós acreditamos que família não é só composta pelas pessoas que tem o nosso sangue, mas também pelas pessoas que a gente escolhe para amar. E essa família não tem o sangue da avó Tereza, mas sempre teve muito mais do que isso. Teve o afeto verdadeiro de uma pessoa que num momento tão difícil para eles, foi quem amparou e dedicou amor, como uma mãe legítima faria.

Por isso, no dia do nosso casamento, as atenções serão voltadas também para ela, além dos nossos avós falecidos. Caminharei até o altar com uma única flor e um relicário com as fotos deles, e escolhemos uma música linda para a entrada da nossa convidada de honra. Será um momento muito especial para todos nós. Fico emocionada só de imaginar...


Read more...

Tem casamento no fim de semana!

>> sexta-feira, 30 de outubro de 2009


Domingo pela manhã tem mais casamento e estou muito ansiosa. Trata-se de um casal que já vive juntos há muitos anos, mas só agora decidiram se casar oficialmente porque os filhos (um casal de gêmeos) viram as fotos dos últimos casamentos da família, e pediram que os pais se casassem para que eles pudessem ser dama e pajen. Não é a coisa mais linda? No convite, são os filhos que convidam, como mostrei aqui.

E ainda tem mais! Vamos convidar os padrinhos e madrinhas da parte do noivo oficialmente, no sábado. Preparei uma surpresa linda para eles, tudo feito por mim, do jeito que eu gosto. Ainda não posso comentar muito sobre isso aqui, mas já fotografei tudo e quando chegar posto aqui para vocês verem. Só posso adiantar duas coisas:
1. mudei algumas coisas desde que postei os convites das madrinhas aqui.
2. está tudo maravilhoso! Vocês vão gostar.

Depois do feriado eu volto para contar como foi!
Bjs


Read more...

Que sexta-feira mais bacana!

>> segunda-feira, 26 de outubro de 2009


Na última sexta-feira, fizemos o primeiro encontro das noivas de Sta Teresa. Foi o máximo! Um monte de mulher bonita (rs), simpática e inteligente, com apenas um assunto em pauta: casamentooooooo.
Até tentamos introduzir outros assuntos, sem muito sucesso. O que bombou mesmo foram os relacionados a vestidos, doces, prestadores de serviço (aaaaahhhhh!!!), decoração, etc. Enfim, conversa de nubentes.
Me senti bem mulherzinha. Adoro ser mulherzinha!


Da esquerda para a direita: eu, Aline, Joana, Anna e Jackeline

E atenção fornecedores e prestadores de serviços para noivas: nós estamos de olho! Se gostamos, falamos. E, se não gostamos, falamos mais ainda! Portanto, cuidado. Seu trabalho pode aparecer aqui. Mas, talvez, não da maneira que você gostaria. Então, fica atenta, tá, querida? Boca a boca funciona centenas de vezes melhor que anúncio. Não adianta só tirar foto bonita e colocar na revista.


Read more...

Apartamento em São Paulo, praticamente ok!

>> domingo, 18 de outubro de 2009


Meninas, voltei!
Mas, é por pouco tempo... Não no blog, no Rio de Janeiro!

Estava em São Paulo desde o casamento da Tati. No início da viagem fiquei alguns poucos dias na capital procurando apartamento. Mas, passei a maior parte do tempo em Caraguá, ajudando na reforminha da casa nova da minha sogra. Fiquei muito chateada porque não pude encontrar a Jan, como tinha combinado, infelizmente. E no feriado tive uma crise de labirintite que me levou para o hospital, acreditam? Tive que adiar minha volta por causa disso! Mas, tudo bem, porque cheguei em São Paulo com a minha sogra e em um único dia achei meu apê, fui na imobiliária dar entrada no processo de locação e meu sogro foi  resolver o seguro fiança.

Meu apartamento fica em Moema (na parte dos índios, como eu queria), fora de rota e com a varanda que eu sonhava, de tijolinho aparente que eu amo! É engraçado que nessa profissão a gente aprende a valorizar outras coisas. As únicas coisas que eu fiz questão na hora de procurar um apartamento era que tivesse uma varanda, nada daquelas esquadrias de janela com veneziana de alumínio (principalmente as pretas que acho horrorosas) e piso de madeira. Escolhemos Moema por ser o bairro de SP com a maior concentração de cariocas por metro quadrado e porque posso fazer a maior parte das coisas caminhando, tipo, padaria, supermercado, feira, farmácia, do jeitinho que eu gosto de fazer aqui no Rio, e pretendo continuar fazendo em SP.

Essa foto aí em cima é da varanda de um apartamento do mesmo prédio, igualzinha à minha! Não é a coisa mais linda? Meu buldogue vai adorar! A única diferença é que na minha varanda tem parede nas duas lateriais, que nos dará mais privacidade e quer dizer mais tijolinhos...rs Dá até para colocar uma mesinha de fibra que eu já tenho e preparar altos cafés da manhã para os meus meninos nessa varanda...rs
Ah, outra diferença é que nesse apartamento da foto a cozinha é aberta para a sala, e o que eu escolhi não é, porque acho mais fácil definir a disposição dos móveis tendo outra parede de frente para o sofá. E como tenho espaço para uma mesa de jantar, de qualquer maneira, prefiri assim.

Vi três apartamentos no mesmo prédio e escolhi o único que não era reformado, acreditam? É que a diferença de valores entre ele e os outros era muito grande. E com algumas pequenas coisas que eu posso fazer ele vai ficar ainda mais bonito que os outros e eu vou economizar cerca de R$ 500,00 por mês. Saí de lá com a certeza de que fizemos um bom negócio. Afinal, qual seria a vantagem de trabalhar na minha área se eu não pudesse economizar colocando a mão na massa? Vocês acham mesmo que eu abriria mão de fazer tudo do jeitinho que eu quero? De jeito nenhum! hahaha

Minha cozinha é feinha, amarela ovo (!!!), mas já sei como resolver. Vou pintar os azulejos com tinta própria e trocar a fórmica dos armários. Vai ficar com outra cara! Ganhamos a marcenaria da sala dos pais do Rafa e eu já estou trabalhando no projeto dela. Vamos começar a ganhar alguns presentinhos de casamento desde já para ajudar a mobiliar o apartamento. Dessa forma, não preciso gastar tanto dinheiro com um caminhão grande para levar minhas coisas aqui do Rio. Vou vender quase tudo, levar somente as coisas menores e começar do zero, lá!

Estou tão feliz, tão feliz! E, acreditem, empolgada com a mudança! Quem diria, não? Mesmo porque, tenho duas festas para fazer aqui no Rio, e isso vai exigir que eu esteja sempre por aqui. Acho que nem vai dar tempo de sentir saudades...rs
Essa semana sai a resposta do seguro fiança. E, se der tudo certo, me mudo para São Paulo até o dia 15 de novembro! Torçam por mim, tá?

Assim que o projeto do apê estiver pronto, mostro minha casinha pra vocês!


Read more...

"Pinga-ni-mim"

>> terça-feira, 6 de outubro de 2009


Está quase na hora de convidar oficialmente as madrinhas e os padrinhos da parte do noivo! Vamos aproveitar a próxima reunião da família no dia 1° de novembro para fazer o convite. Estou preparando os convites e o presentinho que vai acompanhar.

Como a gente gosta mesmo é de um boteco, ao invés de espumante, vai ter pinga para os rapazes! O presentinho das meninas ainda é surpresa porque elas passam muito por aqui. E como eu já postei foto dos convites delas, né... vamos manter algum suspense rs






Read more...

Desconectada!

>> segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Olá, meninas!

Estou em SP, o computador de onde estou escrevendo não é o meu, e essa internet que estou usando também não é a minha banda larga de 6 megas, por isso, estou tendo alguns probleminhas para entrar aqui, publicar, responder os comentários e e-mails de vocês. Então, paicência é a palavra de ordem!

Prometo que dia 15 organizo tudinho!
Bjs,

Mi

Read more...

Casamento do fim de semana

>> terça-feira, 29 de setembro de 2009

Meninas,

Como foi o fim de semana? O meu foi incrível! Esperei tanto pelo casamento da Tati e valeu à pena, porque foi mesmo como eu imaginava que seria: deslumbrante! Tem fotos lá no Mini Weddings, e mais fotos aqui.

Depois vou escrever aqui minhas considerações sobre o casório e o que aprendi para o meu casamento. Alguns detalhes importantes, viu?

Agora, falando sobre o look, como disse no post anterior, o que havia planejado não deu certo. Uma pena, mas, tudo bem. Acabei usando um outro vestido que fez tanto sucesso quanto. Já a minha opção de usar o cabelo natural (cacheado) não deu muito certo. Fiz uma escova modelada que desenhava bem meus cachos naturais, sem deixar o cabelo armado e com cara de penteado, sabe? Mas, com a passar da noite eles foram se abrindo e eu acabei ficando com as melenas lisas... enfim. Da próxima vez, lavo, passo mousse e saio de casa, sem mais nada!

Algumas fotos para vocês:


Eu e Rafa



Rafa e a famosa neste blog, vó Tereza! A coisa mais fofa!


Eu, ele e seu sorriso "espontâneo" que eu amo!






Depois coloco mais!

Dia 1º de novembro tem mais casório! Esse, sim, domingo pela manhã e com noiva com direito a tubinho na altura do joelho, do jeito que eu gosto!


Uma semana bem colorida para vocês!

Fotos: arquivo pessoal

Read more...

Só para constar...

>> quinta-feira, 24 de setembro de 2009

... estou numa correria de dar dó!

Nada com o meu casamento, mas sim com o casamento dos outros. Lembra que tinha mandado fazer aquele vestido marinho para usar no dia? Pois é, o dia é amanhã e a costureira errou a mão. Conclusão: ficou um pedaço de cocô azul marinho. Mandei consertar com outra costureira, mas não deu tempo de ficar pronto. Depois explico melhor o que aconteceu.
Lá fui eu bater perna na Zara para tentar achar um vestido que me caiba. Achei um fofo, a la Victoria Beckham, parecido com este aqui embaixo, só que com ombreiras. Uma coisa pra quem aprova a volta delas, como eu! Vou colocar um peep toe de lacinho a la Aline (hahaha), acessórios dourados com pedraria esmeralda e voilá! É o melhor que posso fazer com o tempo que me restou. Detesto fazer as coisas correndo...




To correndo porque vou para SP daqui à pouco. Só volto dia 14/10. Vou ajudar a sogra no décor da casa nova dela, procurar apartamento para mim, essas coisas. Mas, já deixei os posts do Especial de Primavera do Mini Weddings agendados até o dia 28. Agora, só falta organizar mais dois dias para fechar. Quando tiver fotos do casório (incluindo o look com o vestido) post aqui e , ok?

P.S.1: Jan, vamos marcar aquele café! Temos até o dia 14!
P.S.2: Aline, recebi seu e-mail e vou responder até segunda, tá?
P.S.3: O seu também, Laura! rs
P.S.4: Camila, vou te ligar quando chegar em SP pra conversar sobre isso. Acho que é melhor a gente se encontrar pessoalmente.

Pronto, cabô!
Bjs

Read more...

É cada uma que a gente escuta...

>> sexta-feira, 18 de setembro de 2009


- Mas porque vocês não vão casar no meio do caminho?
- Você vai se arrepender pra sempre se não casar na igreja.
- Decoração verde, cor de meleca? Cruzes!
- Mas vocês TEM que chamar fulano!
- Vai ser muito melhor se você entrar com Ave Maria.
- Como assim não vai ter dama?
- Ah, já convidei!
- Não acredito que você não vai fazer escova no cabelo!
- Nossa, jantar é mil vezes melhor que mini degustação.
- Ué, mas porque tão cedo? (início e/ou término da cerimônia/festa)
- Vestido curto, sem véu e sapato colorido, tá louca?
- Vidros de conserva? Que horror!
- Porque você está fazendo tudo?

O pior não é o fato de todos terem opinião para tudo. O pior é que todos insistem em compartilhar!
Estresse, estresse, estresse!!!

Read more...

Maior estresse do casório: lista de convidados


Nosso casamento é para 150 pessoas.
É o número que queremos e podemos (com bastante dificuldade) pagar. E acredite se quiser, tratando-se do número imeeeeeeeenso de familiares do noivo, é um mini casamento só com os convidados essenciais.

O problema é que, nesse exato momento, minha lista tem 70 pessoas. Ok, menos de metade da lista.
A lista do noivo? 176! Só do noivo!

Desse jeito eu não durmo!

Read more...

Convite das Madrinhas

>> terça-feira, 15 de setembro de 2009


Talvez não devesse colocar essas fotos aqui. Mas, vocês sabem, eu não resisto! Além do mais, todas as madrinhas já estão convidadas "de boca". Elas só não sabem ainda o motivo da escolha de cada uma delas. Só porque são nossas irmãs? De jeito nenhum! E como tem um outro detalhe que vai companhar o convite, tudo bem. Esse sim, elas não vão saber até receberem.
Agora, surpresa mesmo são os padrinhos. Os meninos nem imaginam que serão convidados...rs

Parênteses: (Quando digo que estou fazendo pessoalmente várias coisas para o casamento algumas pessoas torcem o nariz, sabe? Elas não entendem que não é por causa de dinheiro, só para fazer economia. Não é nada disso. É uma opção nossa. Mesmo que tivesse um orçamento de R$100.000,00, continuaria fazendo tudo do mesmo jeito que estou fazendo, inclusive para a mesma quantidade de convidados. Não mudaria nada, porque nada está sendo escolhido com base nas opções mais baratas, mas sim com base no nosso estilo.
Eu gosto de DIY, quero que meus convidados percebam a atenção que demos a cada detalhe, que pensem que nunca foram convidados para um casamento como esse, que se surpreendam com como tudo é diferente dos casamentos padronizados que eles estão acostumados à ir.
Não vou comprar pacotes de convites em branco em papelaria e escrever à mão. Não é isso. Mas, estou fazendo tudo o que posso em casa, com cara de que foi feito artesanalmente, só que com muito bom gosto e fino acabamento.)

Há algum tempo a Jan colocou uma dica de convite para as madrinhas lá no Pepper Wedding, e eu disse à ela que usaria. Peguei o passo-a-passo, fiz uma mudanças bobas e saiu o convite das minhas madrinhas, com cara de scrapbook. A coisa mais fofa! E o melhor de tudo é que foi uma delícia fazer! Fiz os vestidos no joelho, cada um de uma cor, para que elas saibam que é assim que eu gostaria que fosse no dia. Não precisa ser nessas cores, só quero que sejam diferentes umas das outras. E fiz os cabelos soltos nas cores e no corte iguais aos delas, com flores, como eu quero que sejam também. Agora, só falta fazer os convites dos padrinhos no mesmo estilo!

Estou colocando duas fotos bem mais ou menos, que não fazem jus nenhum ao que realmente é. Também não dá para ler o cartão, porque o que está escrito sim é uma surpresa!






E, então, gostaram?
Bjs

Read more...

Dúvidas sobre a fotografia...

>> segunda-feira, 14 de setembro de 2009



Não que eu não tenha gostado da Carolina Cattan. Gostei bastante. Da calma, do profissionalismo, da discrição, enfim. Vendo seus álbuns, a gente tem certeza do trabalho maravilhoso que ela faz. Indico tranquila. Mas, como havia dito, não senti aquela coisa "meu Deus, tem que ser ela". E mesmo o noivo pentelhando meu juízo para fechar logo, por medo de perder a data, resolvi esperar.
Na sexta-feira passada, acabei encontrando uma outra fotógrafa que me balançou... Gostei do que algumas noivas falaram sobre ela, das fotos do blog e pedi um orçamento. Mil reais mais barato e com direito ao álbum. Que na verdade era uma coisa que eu nem fazia muita questão agora, porque acho que esse é um gasto que a gente pode deixar para depois do casamento. Mas já que ele vem no pacote, melhor ainda, né?
Enfim, estou bem tentada. Não faço a mínima questão de uma fotógrafa super badalada, sabe? Até teria se pudesse e meu dinheiro desse. Mas, não é o caso aqui. Então, vou dar uma chance à ela.
Estou esperando a próxima vinda do noivo ao Rio para marcar uma reunião com ela. E se pessoalmente tiver a mesma sensação que tive quando trocamos e-mails, será ela!
Não sei... tem uma voz me dizendo que pode ser, sabe? E como ela tem o mesmo nome de uma pessoa que conheci esse ano e que foi um ACHADO de tão especial, acho que  é um sinal positivo!
Não vou dar o contato ainda porque quero ver o trabalho dela de perto primeiro. Mas, se for boa mesmo, pode esperar que eu divulgo!!
Bjs!

Read more...

10 motivos para morar em Sampa

>> domingo, 13 de setembro de 2009



Gente, estou muito mais animada com a mudança para São Paulo! O noivo já está começando a procurar nosso apartamento, e eu fiz uma lista de 10 motivos para morar lá. Acabei chegando à conclusão de que é uma ótima idéia!!

1 - Dormir e acordar com ele todos os dias :) :) :) :) :) :)

2 - Mercado de trabalho e salários centenas de vezes melhores que no Rio de Janeiro.

3 - 45 minutos de distância do Rio pela ponte-aérea e com preços promocionais!

4 - Melhores bares, restaurantes e lojas do país.

5 - Ter o MASP, as melhores exposições, shows e o Mercado Municipal (adoooro).

6 - Várias Starbucks que amo!

7 - Possibilidade de pagar o mesmo valor que pago pelo meu apartamento micro no Leblon por um apartamento muito melhor.

8 - Ao contrário da maior parte dos cariocas que conheço, eu gosto de paulistanos. São modernos, inteligentes, chiques, pra frente... gosto mesmo.

9 - Ter inverno de verdade!! Vou poder usar todos os meus casacos lindos que só dão o ar da graça quando estou na "zoropa".

10 - Não gosto de praia mesmo, então, whatever...


É claro que vou sentir muita saudade da família, do Rio de Janeiro, do meu bairro, dos amigos... Mas, CGH - SDU está aí pra isso!

Read more...

Quase esqueci....

>> sexta-feira, 11 de setembro de 2009

... que tenho mais fotos da Casa de Santa Teresa, tiradas no dia da última degustação. Eita, lugar lindo!



 
Mesmo com o tempo ruim, a vista estava lá, maravilhosa!
Depois que degustávamos todas as delícia, as bandejas ficavam expostas na mesa que dá para a segunda entrada da pista de dança
A apresentação da Ana Paula é mesmo uma coisa fofíssima!
Enquanto a gente fazia as deustações, o povo ralava na decoração para deixar noiva do dia feliz.


E, talvez eu não devesse, mas como nesse blog sou apenas noiva, vou dizer: todas as (3) vezes que vi a Casa sendo decorada por essa equipe (que não vou citar o nome por razões óbvias), a decoração era sempre igual. Bonita e bem executada, não me entendam mal. Mas, com cara de enlatada, em série. Cadê a personlidade e criatividade desse povo? Depois acham ruim quando gente se derrete toda pelos casamentos made in USA e quer fazer igual! Prontofalei! 

Read more...

Eu (coraçãozinho) Etsy.com

>> terça-feira, 8 de setembro de 2009




À princípio, o que queria eram duas bonecas russas pintadas à mão, no estilo dos noivos, para usar como topo de bolo. Porém, quando vi esses dois aqui no Etsy, não resisti e comprei:








Depois, visitando a Romina, descobri essa flor no blog dela, também do Etsy:








Não resisti e comprei também! Será usada para levar as alianças. Farei uma almofadinha de linho off white, de 18x18cm e prenderei a flor no topo, com duas fitinhas de cetim para segurar as alianças, que será levada por....




.... bem, isso ainda é segredo.





Os dois itens podem ser entregues no Brazil. Mas, por via das dúvidas, como tenho uma viagem à Londres marcada para novembro, pedi que fossem entregues na casa de um amigo lá. Em novembro, quando estiver com essas lindezas nas mãos, coloco fotos aqui!




Bjs!

Read more...

365 dias to go!

>> domingo, 6 de setembro de 2009

À essa hora, daqui há exatamente 365 dias, estarei eu, linda e cacheada, em uma suíte do Hotel Santa Teresa, me preparando para o dia mais importante da minha vida! Não consigo imaginar como será a emoção desse dia! 

Quando começamos a planejar nosso casamento, ficava super ansiosa imaginando que ainda teria quase um ano e meio pela frente. Agora, o tempo corre, as coisas que não dependem somente de mim estão atrasadas (ai, ai, ai) e eu faço de tudo para atrasar também o relógio, mas não consigo!

Desde abril, ando às voltas com os preparativos do casório. No meu ateliê em casa, minhas centenas de Côté Sud e Casa Vogue que abarrotavam a estante, agora dividem espaço com outras dezenas de revistas para noivas. Centenas de latinhas para amêndoas tomam conta do espaço que antes era só das minhas pranchas de decoração. Outras dezenas de cachepots de zinco estão espalhados por todo o meu apartamento, servindo como recipientes para flores nas janelas, tomando o lugar das minhas louças dentro da cristaleira, e até servindo de cofrinho! Os papéis de scrapbook e fitas de cetim estão por todos os lados. Pastas e mais pastas com fotos inspiradoras de casamentos americanos e dezenas de planilhas de todos os tipos entopem meu notebook, e eu não consigo me livrar de tantos papéis de orçamentos, rascunhos, desenhos e cálculos!

Ultimamente, tenho respirado casamento. Logo eu, que nunca fui de gostar de fru-frus, às vezes me pego na cama sem conseguir dormir, tentando decidir se prefiro bem-casados com laços simples ou Chanel, embalados em tecido ou papel, lisos, estampados ou de poá! É uma loucura a quantidade de detalhes que tudo isso envolve, e como ficamos extremamente indecisas sobre eles. O mais engraçado é que no casamento dos outros eu sempre sei a resposta para tudo o que eu acho que ficaria mais bacana. Já no meu...rs

Apesar de tudo, de toda a "indecência" de alguns orçamentos, da falta de profissionalismo de algumas pessoas estressantes e dos pitacos sem noção de gente que eu não pedi nenhuma opinião (e nessas horas a gente disfarça, dá uma risadinha e muda de assunto), cada detalhe é maravilhoso!

(Peço licença para dar uma viajada). Fico pensando que, se todas as mães dizem que gerar um filho é o momento mais sublime da vida de uma mulher, e se a fase dos preparativos do casamento é tão maravilhosa para nós noivas, a ponto de não conseguirmos imaginar uma emoção ainda maior, então, estar grávida deve ser como ter um orgasmo transcedental que dura 9 meses!! Porque, para ser melhor do que o que estou vivendo agora - e eu acredito que seja mesmo -, só pode ser alguma coisa próxima disso.

Enfim, só peço à papai do céu que cada minuto do meu relógio tenha um pouco mais que 60 segundos, para a gente ter tempo de fazer tudo o que precisamos fazer, do jeito que queremos fazer.

Ainda estou preocupada com o fator grana, mas esse não é mais um assunto que me tira o sono. Como a avó do meu Rafinha dizia, no final tudo sempre dá certo. E se ainda não deu, é porque ainda não é o final. Estou acreditando nas palavras da vovó Vilma como nunca! E, se ela, junto com minha vovó Izabel, estiver agora trabalhando no céu, na repartição de anjinhos que cuida especialmente de nós, noivas, sei que vai dar certo!

Para Rafinha:
Amor, tenha paciência comigo, tá? Eu dou umas surtadas de vez em quando, mas é só porque quero que as nossas famílias e amigos tenham uma tarde tão emocionante quanto a que nós certamente teremos, ainda que fôssemos somente eu, você e o Elvis de Las Vegas.

Te amo um monte!
Bjs à todas!

Read more...

A tão temida mudança

>> domingo, 30 de agosto de 2009

Desde outubro do ano passado que estamos ensaiando minha mudança para São Paulo. Com o fim do contrato de aluguel do meu apartamento, o Rafa achou que seria uma boa idéia começar a procurar um apartamento por lá e eu me mudar logo. (Ele me ama demais...rs)

Mas, acabou que eu fiquei insegura de deixar meu emprego aqui e ir atrás dele em SP, sem nada de concreto me esperando. Então, por medo e insegurança, acabei ficando por aqui mesmo e decidi que iria aproveitar todos os minutos até o casamento na cidade que eu nasci, e só me mudaria quando não tivesse mais jeito! O Rafa ficou triste, mas entendeu minha decisão. Afinal, uma mudança dessas não é fácil para ninguém. Ainda mais para mim que detesto qualquer tipo de mudança!

Não renovei meu contrato no apartamento porque a proprietária foi muito bacana comigo, deixando o apê à minha disposição, até que eu decida me mudar para SP. O que facilita bastante as coisas, porque posso me mudar a qualquer momento, diante disso.
Só que agora, quase um ano depois, está ficando chato demais essa coisa de a gente viver cada um em um Estado, viajando quase semanalmente para ficarmos juntos dois dias, apenas. Ainda mais porque há menos de dois anos isso não era assim. Ele morava no Rio quando a gente se conheceu e vivíamos juntos quase a semana inteira. Mas, acabou tendo que se mudar para SP por conta de uma boa oferta de trabalho. Ok, eu entendi, mas não fiquei menos triste por isso. Afinal de contas, desde o início ele sempre soube que nunca foi minha intenção me mudar para SP. E nem mesmo ele queria isso. Mas, enfim, a vida reserva umas surpresas pra gente que vou te contar...
Agora estou de saco cheio. Não quero mais morar em um lugar onde ele não está. Quero vê-lo todos os dias, pelo amor de Deus! Então, começamos novamente a saga de procurar um apartamento em SP. Acho que até o fim do ano estarei por lá. Como não tenho mais um trabalho fixo aqui, fico mais tranquila por não estar deixando minha carreira no Rio para dar gás à dele, sabe? Não que eu eu ache que se fizesse isso estaria errada. Mas, é que eu considero que apesar de nos amarmos, cada um precisa ter sua individualidade, e não seria justo eu ter que abandonar tudo para seguir seus passos. Não há quem mude esse meu pensamento!

Sinto que agora tudo está se encaixando para que a gente dê esse passo. Mas, eu fico tão insegura de não ter mais um lugar aqui... que é onde eu cresci, a única coisa que eu conheço de verdade, que estou acostumada, onde minha família mora, meus amigos, enfim.
Está sendo uma luta, viu? Apesar de ter certeza de que essa mudança será boa para a minha carreira e também ficar em êxtase só de pensar que terei ele todos os dias (o que torna tudo muito mais fácil), ainda assim, não sou tão desprendida quanto gostaria e ainda dói bastante. Vou me mudar porque sei que é o que preciso fazer. Se esse é o preço que eu preciso pagar para tê-lo, eu vou pagar. Mas... sempre os "mas"... eu sou dramática, esqueceram? Então, espero que ele tenha bastante paciência comigo durante esse processo de adaptação. Porque sei que vou dar trabalho, vou chorar, vou ficar deprimida. Tudo junto. Mas, sei que quando essa fase passar, serei mais feliz do que jamais imagnei que poderia ser. E, se for assim, vai valer a pena. :)






Read more...

O vestido

>> quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Como promessa é dívida (tá, Aline? rs), aqui estão as fotos do vestido de sábado!





Viajei no purê de batata, imaginando minhas quatro madrinhas vestidas com ele no cásório. E, ao invés do cinto que usei, cada uma delas usaria uma faixa com uma das cores do vestido para diferenciar. E se estivesse frio, ao invés da faixa, poderiam usar cardigãs! Não ficaria uma coisa de fofo?? rs

Read more...

Tema do fim de semana: Casamentos, casamentos, casamentos!

>> segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Meninas,


Sumi um pouquinho dos dois blogs... Mas é que a semana passada foi meio apertada por aqui. Me perdoem.

Mas, isso não quer dizer que as coisas estejam paradas, não, senhoras! Muito pelo contrário. Minha mãe querida queria conhecer a Casa de Santa Teresa (estava em cólicas!). Como eu moro sozinha, acabo decidindo tudo sem a ajuda dela, e ela se sente um pouco por fora. Então, foi uma boa oportunidade para fazer com que ela se sinta envolvida com os preparativos.

Como no dia que eu levei o noivo para visitar estava tudo meio bagunçado, porque não era dia de festa, marquei de levá-la num dia de degustação do buffet. Porque, como eles só fazem degustação em dias de casamento, a casa certamente estaria arrumadinha. E como minha mãe também é daquelas que acha que mini degustação vai deixar os convidados passando fome, achei que seria uma ótima oportunidade de mostrar à ela que, em se tratando do Delícias de Campos, não é bem assim.

Conclusão, chegamos lá no horário que estava marcado e ela já ficou deslumbrada com a vista, logo de cara. Claro que não poderia ser diferente, né? É o que acontece com todo mundo!
Na hora de degustar os quitutes da Ana Paula, fiz questão de não repetir os itens que já tinha provado na minha primeira degustação para poder dar preferência aos que eu não tinha conseguido provar antes. Óbvio que algumas coisinhas que eu adorei na primeira vez, repeti...rs Como, por exemplo, o camarão na mini moranga. Ai, Jesus, aquilo é um manjar dos deuses!!!
Dessa vez provamos também o Bobó de Camarão, que é servido em um potinho de barro lindo!
Adorei tudo... de novo! Saí de lá com a confirmação de que esse é o meu buffet! E minha mãe, saiu com a certeza de que não precisamos oferecer um jantar, porque a comida é farta, é deliciosa e os convidados vão amar. Que bom, menos uma preocupação.

Uma coisa boa para as noivas que vão casar na Casa também, é saber o seguinte: No caminho até lá, fiquei preocupada porque estava um dia nublado, chuvoso e eu fiquei com pena da noiva daquele dia. Imagina, só, escolher aquela casa, com aquela vista e no dia do seu casamento cair o maior toró? Mas, gente, sinceramente, não influencia em nada!!! Estava chovendo, mas a vista ainda estava lá, limpinha (essa foto aqui em cima foi tirada no dia). A casa estava sendo toda decorada, com a cerimônia na parte coberta, perto da piscina, mas ainda assim de frente para a vista do Pão de Açucar. Ou seja, não se preocupem com a chuva, porque é tudo maravilhoso, do mesmo jeito. E tem mais, pensem em comprar um guarda-chuva fofo para usar nas fotos na grama, caso chova. Vai ficar tudo!

Ah, uma coisa engraçada que aconteceu, foi ter encontrado uma senhora chamada Eliane na degustação, mãe de uma outra noiva que nem vai se casar lá, mas que já me conhecia aqui pelo blog! Eita, mundo pequeno! Adorei conhecê-la! Estou até te devendo umas fotos, não é, Eliane? Assim que minha mãe me mandar, encaminho pra você, tá?

Depois da degustação fui direto para a rodoviária, porque no mesmo dia tive um jantar de aniversário da avó "postiça" do Rafa (aquela fofa que citei no post Saudades das mães com açúcar), em Guaratinguetá.

A família quase toda estava lá, com exceção dos meus sogros, que infelizmente não puderam ir. E aproveitamos para informar à todos os que não sabiam do casório. As mulheres só falaram disso a noite inteira! Também, já tem um outro casório na família no mês de setembro e outro em novembro, e depois o nosso, no ano que vem. Então, já viu, né? As mulheres estavam todas excitadíssimas com seus dias D, trocando informações de fornecedores, falando sobre seus vestidos de noiva, etc...rs. Até recebemos o convite do casório da Tati (que é a primeira noiva da fila). Depois eu coloco fotos dele, lá no mini weddings.

Em tempo: Se vocês vissem o vestido fofo que usei no jantar (da Farm), morreriam de vontade de vestir todas as suas madrinhas com ele. Fiquei pensando nisso. Mas, como já decidimos que nossas madrinhas usarão vestidos no joelho, mas diferentes, abstraí. Agora, que é uma ótima idéia para um casamento ao ar livre, isso é! Depois coloco uma foto dele aqui.

Enfim, meninas, foi um fim de semana cheio, e uma delícia, do início ao fim!
Bjs

Read more...

Como não amá-los?

>> sábado, 8 de agosto de 2009



Não resisto...

Read more...

Ficar em casa surta, ou enferruja

>> sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Gente,

Como o simples fato de estar em casa engorda, não?
Tudo bem, devo confessar que papai do céu foi muito bonzinho comigo, e eu nunca tive tendência para ganhar peso. Mas, essa semana estou com medo de me pesar, sério!
Em uma semana eu cozinhei tanto, mas tanto....

Dá uma olhadinha no menu:
- Carne assada com tomilho;
- Salada de feijão fradinho com azeitonas e molho vinagrete;
- Abóbora refogada;
- Suflê de cenoura com queijo provolone (2);
- Suflê de queijo;
- Creme de espinafre;
- Batata cozinha com açafrão;
- Mandioquinha refogada com alho e cebola;
- Penne na manteiga com cebolinha e queijo parmesão;
- Torta cremosa de chocolate meio amargo.

Tudo isso em uma semaninha!! E, o pior: eu moro sozinha! Quem come isso tudo?
Passei tanto tempo na cozinha que fiquei com uma tendinite horrorosa, fui ao médico hoje e saí de lá com uma tipóia, que terei que manter por 15 dias!!!

Então, se eu passar por aqui, ou pelo mini com uma frequência menor, me perdoem, mas é que é muito difícil teclar só com a mão esquerda.....rs

Ah, mas tem uma coisinha boa que eu preciso comentar com vocês: A Eliza, sem querer, me ajudou a encontrar meu vestido de noiva perfeito!!! Não posso colocar fotos, porque o noivo passa por aqui diariamente! Mas, fiquei tão feliz!

Bom fim de semana!
Besos

Read more...

Saudade das mães com açúcar

>> quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Não sei se já tinha comentado isso aqui, mas eu e Rafa não temos mais avós. Eu tenho ainda o meu avô, pai da minha mãe, velhinho, velhinho.... Mas, só. As meninas apressadas já se foram todas. A última, mãe do meu pai e minha madrinha, se foi há poucos meses.

Não é que eu amasse uma mais do que a outra, mas sempre tem aquela que a gente sente mais afinidade. E sendo assim, não existe um dia sequer que eu não morra de saudades da minha avó materna. Taurina como eu, tão teimosinha, mas tão fofa... Fazia tudo o que os netos queriam, nos estragou tão bem, do jeitinho que uma avó que se preze deve fazer! Sinto uma falta danada dela...

E ainda mais agora nesse período de preparação de casamento, cada vez que invento uma coisinha para o casório lembro dela. Logo ela que amava uma festa, me ensinou a fazer bolo e a amar um café de coador, infelizmente não poderá estar aqui para comemorar com a gente. E não existe ninguém que eu gostaria mais que estivesse aqui do que ela.

O Rafa também perdeu a avó materna dele na mesma época que eu perdi a minha. E como ele era muito ligado à ela sofreu, sofreu... Nossa, gente, ela fazia um pudim de leite que eu nem te conto... nunca comi nada igual!

Só que o Rafa ainda tem a vovó Tereza, que é a avó de coração. Que criou o seu pai e seus tios quando a mãe deles faleceu, e muitos ainda eram pequenininhos. Acho a história dela linda. Não é qualquer mulher que assume os 5 filhos pequenos do primeiro casamento do marido e cria com amor como se fossem seus. Só mesmo com muito amor.

Por isso, não estamos completamente órfãos de avós! Vamos pensar que, assim como foi no passado, quando ela representou a mãe do meu sogro que eu amo tanto (!!!) quando ele ainda era criança, no nosso casamento, ela vai representar, não só as avós do Rafa, mas as minhas também.


E para mantê-las bem juntinhas e perto de nós nesse dia em que gostaríamos tanto que todas elas estivessem aqui, vou caminhar até o altar com um relicário que era da avó do Rafa, com fotos de todas elas, como se fosse o meu terço. Desse jeito, tenho certeza absoluta que todas elas estarão presentes.

Read more...

4.000 acessos em 3 meses!

Meninas do meu coração!

Hoje quero oferecer flores à vocês! Flores para comemorar, porque dia 08 o Capitu vai casar! faz 3 meses! O que significa que está terminando o nosso período de experiência...rs. E já temos 4.000 acessos!!! Que delícia!

Muito obrigada pela companhia, pelos comentários, pela força que recebo muitas vezes, pelos amigos que fiz, por colocarem suas opiniões e dicas aqui. E, por favor, continuem voltando, porque eu vou continuar contando TODOS os detalhes da preparação desse casamento de sonho!
Beijos

Read more...

Quem escreve o que quer...

>> quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Queridas,

Vou escrever sobre uma coisa muito chata que anda acontecendo ultimamente. Tinha prometido não falar desse assunto aqui. Mas, como isso também está envolvendo o Capitu vai casar!, infelizmente terei que escrever.

Tenho sido incomodada por um(a) sujeito(a) anônimo(a), com comentários cretinos e mentirosos, aqui e no Mini Weedings. À princípio fiquei chateada com as coisas que lí, acima de tudo por se tratarem de calúnias. Depois, percebi que os comentários (mesmo os feitos aqui), só se referem ao Mini Weddings. O que me faz acreditar que, o fato de estar abrindo o leque de opções da minha profissão para a decoração de casamentos, está incomodando algumas pessoas. Provavelmente, pessoas que não tem segurança da sua própria capacidade, e acham que para sobressair é necessário tentar diminuir o talento do outro. Enfim, não vale nem à pena me exaltar por isso.

Só queria deixar claro o seguinte: eu JAMAIS fiz uma decoração de casamento, e nunca disse o contrário, disse? E, outra coisa, também nunca tomei a decoração de nenhum profissional como se fosse minha. Alguém aqui já me viu fazer isso nesse blog?????
Estou, sim, fazendo a minha própria decoração de casamento, e me preparando para começar a fazer disso uma ramifcação do trabalho que eu já faço.

Sou absolutamente segura da minha competência profissional, porque tenho um portifólio que prova isso, além de clientes de interiores satisfeitíssimos, que teriam o enorme prazer de dar seus depoimentos sem o menor problema, e não vou admitir que qualquer pessoa que não tenha a decência de assinar seu próprio nome diga o contrário.

Qual é o problema, afinal? É porque agora sou mais uma "concorrendo"? Detesto que algumas pessoas vejam as coisas dessa maneira. Minha intenção não é tirar o espaço de ninguém. A questão não é concorrer com ninguém. A questão é que cada um tem uma maneira própria de trabalhar, uma forma diferente de ver a mesma coisa. E, sendo assim, os clientes tem mais opções na hora de escolher o profissional que tem mais a sua cara, que compreendeu melhor os seus desejos. E com mais profissionais no mercado, todos somos obrigados a cada vez mais superar o nosso próprio trabalho e aperfeiçoá-lo. Quem ganha com isso é o cliente. E quem realmente se importa com o cliente, vai correr atrás de ser cada vez melhor no que faz, ao invés de tentar impedir uma outra pessoa de fazê-lo, talvez, melhor.

Só acho, Sr(a) Anônimo(a), que ao invés de se preocupar tanto com que os outros estão fazendo, algumas pessoas deveriam, antes de tudo, olhar para o próprio umbigo, e pensar que, talvez, apenas talvez, se o meu trabalho te preocupa tanto, é porque você deve me achar boa, não é? (Isso, sim, me agrada bastante) E, se isso te incomoda tanto, você pode estar precisando melhorar o seu próprio trabalho, não?

Por tudo isso, a partir de agora, todos os comentários serão moderados.
Desculpe, meninas, não quero impedir ninguém de escrever o que pensa. Quero apenas evitar que confusões como essa se repitam, e pedir que todos tenham um mínimo de educação na hora de expressar sua opinião.

Beijos à todas.

Read more...

Latoaria

>> terça-feira, 4 de agosto de 2009

Estou cada vez mais apaixonada e adepta dos arranjos simples. Um jarro, flores, folhagens e só, sabe? Sem frescurinha nenhuma!!

E estou seriamente tentada a gastar as sapatilhas dando uma passeada por Itaipava atrás dos cântaros, bilhas de leite e regadores galvanizados que eu amo!!

Quem quiser procurar pela cidade, vale à pena. São as mais bonitas e mais baratas do Rio de Janeiro. Ah, e é lá que o Maurício Nóbrega compra para os clientes dele. Como eu sou fã de carteirinha e confio no bom gosto dele até debaixo d'água, vou ter que passear por lá antes do casório, de qualquer jeito!!!








Read more...

Noivas Online