Saudade das mães com açúcar

>> quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Não sei se já tinha comentado isso aqui, mas eu e Rafa não temos mais avós. Eu tenho ainda o meu avô, pai da minha mãe, velhinho, velhinho.... Mas, só. As meninas apressadas já se foram todas. A última, mãe do meu pai e minha madrinha, se foi há poucos meses.

Não é que eu amasse uma mais do que a outra, mas sempre tem aquela que a gente sente mais afinidade. E sendo assim, não existe um dia sequer que eu não morra de saudades da minha avó materna. Taurina como eu, tão teimosinha, mas tão fofa... Fazia tudo o que os netos queriam, nos estragou tão bem, do jeitinho que uma avó que se preze deve fazer! Sinto uma falta danada dela...

E ainda mais agora nesse período de preparação de casamento, cada vez que invento uma coisinha para o casório lembro dela. Logo ela que amava uma festa, me ensinou a fazer bolo e a amar um café de coador, infelizmente não poderá estar aqui para comemorar com a gente. E não existe ninguém que eu gostaria mais que estivesse aqui do que ela.

O Rafa também perdeu a avó materna dele na mesma época que eu perdi a minha. E como ele era muito ligado à ela sofreu, sofreu... Nossa, gente, ela fazia um pudim de leite que eu nem te conto... nunca comi nada igual!

Só que o Rafa ainda tem a vovó Tereza, que é a avó de coração. Que criou o seu pai e seus tios quando a mãe deles faleceu, e muitos ainda eram pequenininhos. Acho a história dela linda. Não é qualquer mulher que assume os 5 filhos pequenos do primeiro casamento do marido e cria com amor como se fossem seus. Só mesmo com muito amor.

Por isso, não estamos completamente órfãos de avós! Vamos pensar que, assim como foi no passado, quando ela representou a mãe do meu sogro que eu amo tanto (!!!) quando ele ainda era criança, no nosso casamento, ela vai representar, não só as avós do Rafa, mas as minhas também.


E para mantê-las bem juntinhas e perto de nós nesse dia em que gostaríamos tanto que todas elas estivessem aqui, vou caminhar até o altar com um relicário que era da avó do Rafa, com fotos de todas elas, como se fosse o meu terço. Desse jeito, tenho certeza absoluta que todas elas estarão presentes.

8 comentários:

Aline Sanromã 6 de agosto de 2009 14:15  

Vai ser a coisa mais linda vc entrando com o relicário!!! Que coisa fofa! Não vou conter as lágrimas no dia, juro!
Ah, fiz uma propaganda sua no blog! rsrs

Bjs

Noivinha Gabi 6 de agosto de 2009 15:00  

Vai ser uma linda homenagem, e elas irão amar o seu gesto de carinho! (estejam ou estiverem, elas estão sempre olhando por vocês!)


Bjokas.

Su 6 de agosto de 2009 15:17  

que lindoooo e linda a homenagem!!
=)

Charlene 6 de agosto de 2009 15:18  

Vou chorar de novo!

7 de agosto de 2009 14:21  

Que ideia linda e fascinante!!! Que saudade da minha avó! Beijocas

Bibica 22 de janeiro de 2010 23:19  

Que delicadeza!!!!
Estou amando seu blog! Parabéns, viu! Me identifiquei bastante!
Beijos!
Bianca Lasmar
Noiva de abril de 2010. Com certeza esse ano é nosso!!!

24 de novembro de 2010 02:08  

Que ideia linda e fascinante!!! Que saudade da minha avó! Beijocas

Andressa Benedetti 5 de dezembro de 2012 15:04  

Que lindo Michele, eu chorei qdo vi seu vídeo, e falou delas, pq tb perdi minha avó, que adorava uma festa, e sonhava em ver eu e minha irmã nos casando...A gente sente uma falta danada...Sua homenagem foi linda demais!

Noivas Online